Indústria da Alimentação Indústria ANVISA se pronuncia sobre novo caso Toddynho

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária enviou um comunicado, esclarecendo algumas questões que causaram o novo problema na produção da marca no Rio Grande do Sul. A agência foi informada por telefone que houve um “furo” no tanque esterilizador durante a produção do dia 3 de junho, causando a alteração. “Toda, por falha da empresa, o lote L 15 51 saiu do centro de distribuição para o mercado, ao invés de ser descartado”, complementa.

A Anvisa confirmou ainda que convocou a Pepsico, dona da marca, para uma reunião presencial na Sede da agência, em Brasília, no dia 13/08, às 9h.

Comunicado da ANVISA na íntegra!

“De acordo com a Gerência de Inspeção e Controle de Riscos de Alimentos da Anvisa -GICRA/GGALI, o recolhimento foi voluntário.

A empresa entrou em contato telefônico com a área de alimentos da Anvisa na segunda (11/08) à tarde para informar sobre a falha detectada e para comunicar que iniciou o recolhimento e que seria divulgado hoje o alerta para a população.

Segundo informado por telefone, houve um “furo” no tanque esterilizador durante a produção do dia 3 de junho. A empresa esclareceu que destinou para descarte toda a produção do dia 3 de junho e também do dia anterior e do dia posterior (2 e 4 de junho).

Todavia, por falha da empresa, o lote L 15 51 saiu do centro de distribuição para o mercado, ao invés de ser descartado. A empresa informou que este lote foi comercializado apenas no Rio Grande do Sul. A empresa ficou de encaminhar todas as informações de número de unidades distribuídas.

A Anvisa entrou em contato com a VISA do Rio Grande do Sul, que nos informou que já fez a interdição cautelar do lote no Estado. A medida foi baseada em duas denúncias recebidas de consumidores, (um reside em Porto Alegre e o outro em Viamão) que detectaram alteração no sabor do produto e náuseas após o consumo.

A empresa informou que houve registro de 20 reclamações em seu SAC, sendo 6 relativas a sintomas gastrointestinais.

A Gerencia geral de Alimentos da Anvisa fez um levantamento no Anvis@tende, e não verificou o recebimento de nenhuma denúncia do produto na Agência nos últimos meses.

A Anvisa convocou a empresa  para uma reunião presencial aqui na Sede da Agência, em Brasília, amanhã de manhã, às 9h.

Considerando que a ANVISA RS já determinou a interdição cautelar do lote envolvido, a área responsável vai aguardar o recebimento da documentação da empresa e também a realização da reunião de amanhã, antes de adotar qualquer medida de intervenção.”

faixa_face-1

Deixe uma resposta