Indústria da Alimentação Indústria Comercialização de vinhos finos cai 3,9% no primeiro semestre

De acordo com o Ibravin, as vendas totais de vinhos finos no País recuaram 3,9% de janeiro a junho, em comparação com o mesmo período do ano passado, para 38,383 milhões de litros. Os importados caíram 4,1%, para 29,620 milhões de litros, enquanto os nacionais tiveram queda um pouco mais suave, de 3,1%%, para 8,763 milhões de litros.

Desta forma, conseguiram ampliar levemente sua fatia de mercado de 22,6% para 22,8%, revertendo o comportamento observado no primeiro semestre de 2012. O problema é que o desempenho dos seis primeiros meses está muito aquém do que seria necessário para o cumprimento da meta prevista no acordo do ano passado, de vender 27 milhões de litros do produto nacional no mercado interno no acumulado de 2013. “Devemos ficar em 23 milhões de litros”, diz Carlos Paviani, diretor executivo do Ibravin.

Conforme o diretor do Ibravin, a esperança é que os números dos vinhos nacionais melhorem no segundo semestre graças ao frio de julho e agosto, ao aumento do consumo no fim do ano e à provável alta dos preços dos importados, com a desvalorização do real. O executivo conta ainda com a implantação gradual do acordo que garantiu a retirada do pedido de salvaguardas que havia sido feito pelas vinícolas ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) em 2012.

A negociação incluiu o aumento da oferta dos vinhos nacionais nas redes de supermercados, a realização de eventos de aproximação entre indústria, importadores e varejo (o primeiro ocorreu em Bento Gonçalves em fevereiro) e campanhas promocionais nos pontos de venda.

Márcio Milan, vice-presidente da Abras (Associação Brasileira de Supermercados), informa que o acordo já está sendo implementado pelas associações de supermercados no Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e Pará e será estendido gradualmente para outros Estados.

De acordo com ele, 83 mil pontos de venda do autosserviço no País respondem por cerca de 50% das vendas de vinhos finos nacionais e importados no mercado interno.

Você também pode se interessar por:

Deixe uma resposta