Alimentação fora do lar Alimentação Como combinar queijos e vinhos para recepcionar bem os amigos

Antonio Carlos De Faria, Publisher do Portal Alimentação Fora do Lar publica as dicas para recepcionar bem com vinho e queijo. Veja como combinar queijos e vinhos em 17 passos: escolha pelo menos cinco tipos, entre os de sabores suaves e mais fortes. No entanto, evite servir mussarela, queijo prato ou queijo-de-minas e também provolone e parmesão

1 – Quantidade

VINHO E QUIJO Antonio Carlos De Faria

Escolha pelo menos cinco tipos, entre os de sabores suaves e mais fortes. No entanto, evite servir mussarela, queijo prato ou queijo-de-minas e também provolone e parmesão. Os três primeiros são muito comuns para um evento temático com queijos e vinhos e os dois últimos, muitos fortes e podem atrapalhar a degustação dos outros tipos e também da bebida.

 

 

 

2 – Disposição

VINHO E QUIJO II

Sirva-os sobre tábuas, sem fatiar ou cortar em pedaços pequenos. Deixe que cada convidado corte os queijos, e apenas garanta que cada tipo tenha sua própria faca para não misturar os sabores.

 

 

 

 

3 – Outros alimentos

VINHO E QUIJO Antonio Carlos De Faria III

Pães são complementos ideais e frutas também são bem-vindas. Além de combinar com alguns queijos, ajudam a limpar o paladar para experimentação de novos sabores. Uvas e maçãs são as preferidas dos especialistas. Frutas secas também são boas opções. E não se esqueça de deixar água à disposição dos convidados.

 

 

 

4 – Combinação

VINHO E QUIJO Antonio Carlos De Faria IV

Em geral, queijos de casca dura combinam com vinhos tintos e queijos frescos vão melhor com os brancos. E quanto mais cremoso o queijo, mais acidez o vinho deve ter.

 

 

 

 

 

5 – Um único vinho

VINHO E QUIJO Antonio Carlos De Faria V

Não é pecado mortal servir um único vinho durante toda a reunião, mesmo tendo vários tipos de queijos à disposição. Nesse caso, escolha um que não seja muito maduro nem muito suave.

 

 

 

 

 

6 – Queijos azuis

VINHO E QUIJO Antonio Carlos De Faria VI

Os assim denominados, feitos a partir da maturação de fungos, como o gorgonzola, roquefort, stilton, maytag, combinam com vinhos mais doces, para quebrar o sabor rico, forte e salgado. Escolha um recomendado para acompanhar sobremesas, tinto, um branco de Sauternes ou vinho do Porto.

 

 

 

7 – Queijos frescos e sem casca

VINHO E QUIJO Antonio Carlos De Faria VII

Vinhos brancos leves, como o riesling ou chardonnay, acompanham bem mussarela ou mascarpone. Vinho rosés também são opções.

 

 

 

 

 

8 – Queijos de massa mole e casca aveludada

VINHO E QUIJO Antonio Carlos De Faria VIII

Os mais conhecidos são o brie, chamois d’or e camembert que vão melhor com vinhos brancos, do tipo chardonnay. Quem preferir a companhia de um tinto pode optar por vinho pinot noir.

 

 

 

 

 

9 – Queijo de cabra

VINHO E QUIJO Antonio Carlos De Faria IX - cabra

A companhia para a versão feita com o leite do animal são os vinhos produzidos com a uva sauvignon blanc. A escolha vale para também para o tipo feta, feito com leite de cabra e de ovelha, e os mais famosos como os de rocamadour e valençay.

 

 

 

 

10 – Queijos de casca lavada

VINHO E QUIJO Antonio Carlos De Faria X

São os de pasta mole e semidura que passam por lavagens periódicas durante o processo de cura ganhando, assim, sabor mais suave. Há inúmeros tipos, como pont l’êveque, taleggio, livarot, époisses, maroilles ou munster que vão bem com vinhos feitos com a uva syrah. Tintos suaves e brancos secos também podem ser boas opções.

 

 

 

11 – Massa cremosa e prensada

VINHO E QUIJO Antonio Carlos De Faria XI

Reblochon, port-salut, saint-nectaire, saint-paulin combinam com vinhos tintos, que podem ser da versão cabernet sauvignon, malbec ou pinot noir. A única regra é que não devem ser muito tânicos, ou seja, transmitir aquela sensação de acidez ao descer pela garganta.

 

 

 

 

12 – Serra da estrela

VINHO E QUIJO II

O famoso queijo português feito com leite de ovelha pode ser combinado com um vinho do Porto ou com outros do mesmo país, sempre tintos.

 

 

 

 

13 – Parmesão e grana padano

VINHO E QUIJO Antonio Carlos De Faria XIII

Mais duros e geralmente usados como complementos em refeições, podem ser consumidos com vinhos do tipo pinot gris ou pinot grigio.

 

 

 

 

 

14 – Suíços

VINHO E QUIJO Antonio Carlos De Faria XIV SUICOS

De paladar fácil, como emmental, gruyère, maasdame, fol epi, gouda, costumam agradar a todos. As melhores companhias são vinhos brancos doces, como os chardonnays. Mas é possível servir também com pinot noir ou vinhos da região da Borgonha, sejam tintos ou brancos.

 

 

 

 

15 – Provolone

VINHO E QUIJO Antonio Carlos De Faria XV provolone

A dupla ideal é formada com vinho feito com as uvas gewürztraminer ou syrah, embora um shiraz australiano também possa ser uma boa alternativa.

 

 

 

 

 

16 – Catupiry

VINHO E QUIJO Antonio Carlos De Faria XVI catupiry

Até a versão brasileira combina com vinho, no caso um rosado seco.

 

 

 

 

 

 

17 – Fondue

VINHO E QUIJO Antonio Carlos De Faria XVII fondue

Prefira os brancos ácidos, como os suíços, gregos, austríacos ou os feitos com a uva sauvignon blanc da Nova Zelândia.

 

Você também pode se interessar por:

Deixe uma resposta