Alimentação fora do lar Alimentação IFB – Instituto Foodservice Brasil recebe novas adesões

O IFB – Instituto Foodservice Brasil agregou mais nove empresas a sua lista de associados, totalizando 31 nomes de grande influência na cadeia de valor, entre eles fabricantes, prestadores de serviços e operadores, em prol do crescimento, profissionalização e amadurecimento do foodservice no Brasil. Entre as novas adesões estão a Aryzta, Atacadão, Fortali, Giraffas, GRSA, Habib’s, Ipiranga, McCain e Sapore.

Food Service cobre 60% da sociedade nos Estados Unidos

Formado inicialmente por empresas que atuam no mercado de alimentação fora do lar, o IFB representa um faturamento de R$170 bilhões. Ao contrário das demais associações empresariais, fortemente setoriais, o Instituto Foodservice Brasil cobre toda a cadeia de valor deste segmento, congregando fornecedores de alimentos e bebidas, distribuidores de produtos, serviços, equipamentos e operadores.

O Instituto já contava com AmBev, BFFC, BRF, Burger King, Coca-Cola, Comfrio, GS&MD, International Meal Company, JBS, JUNIOR, McDonald’s, MAKRO, Marfrig, Martin Brower, Nestlé, Outback, Spoleto, Subway, Top Taylor, Unilever, Vigor e Zamboni.

O mercado de Food Service no Brasil movimenta em torno de R$ 242.8 bilhões ao ano. Em 2013, cerca de 38% da população brasileira, nos grandes centros, fizeram suas refeições fora do lar ou compraram alimentos prontos e os levaram para suas residências. Trata-se de um mercado em constante crescimento. Em 2002, por exemplo, este índice estava em 24%. A título de comparação, o mercado de Food Service cobre 60% da sociedade nos Estados Unidos.

Nos últimos anos, tivemos um expressivo crescimento do mercado de alimentação fora do lar devido ao aumento da renda e mudança de hábitos de consumo, diz Tupa Gomes, CEO da Martin Brower e coordenador geral do IFB. Tudo indica que esses fatores vão continuar a impulsionar o segmento, que deverá atingir uma penetração semelhante à dos Estados Unidos em alguns anos.

Sobre o IFB:

A missão do IFB é unir a cadeia de valor – fabricantes, prestadores de serviços e operadores de redes – em prol do crescimento, profissionalização e amadurecimento do Foodservice no Brasil.

A visão do Instituto é elevar o segmento de Foodservice do Brasil ao padrão de classe mundial de consumo, segurança alimentar e eficiência operacional e unir toda a cadeia de valor com o mesmo objetivo.

O IFB possui cinco comitês permanentes, que buscam discutir e aprimorar os seguintes temas:

  • Gerir e Compartilhar dados e informações
  • Eficiência na cadeia de distribuição
  • Desenvolvimento de pessoas
  • Segurança Alimentar e Sustentabilidade
  • Racionalização tributária

faixa_face-1

Deixe uma resposta