Alimentação fora do lar Alimentação Makro terá novo processo de distribuição dos importados

Um estoque regulador integrado a um canal de distribuição de abrangência nacional passa a operar a partir deste mês na rede atacadista Makro. O objetivo é responder de forma ágil à necessidade de reabastecimento de produtos importados de qualquer uma das 77 lojas da rede em 24 Estados e no Distrito Federal.

O trabalho é feito em parceira com a empresa de logística Multilog e com centro de distribuição que fica ao lado do porto de Itajaí, em Santa Catarina, onde chegam todos os produtos importados que são distribuídos às lojas do Makro.

Com esse novo processo, o tempo que o produto importado leva para sair do porto e chegar à loja é reduzido em 50%, ou seja, cai de 20 para dez dias. “A implementação do novo centro de distribuição permite ao Makro aumentar a variedade de produtos nas suas lojas e otimizar os custos, por meio da sinergia de transporte de produtos nacionais e importados, que significa menos veículos rodando, o que também é mais sustentável”, afirma o diretor de supply chain da empresa, Douglas Souza.

Diferencial competitivo

A premissa do Makro é adquirir a quantidade necessária de produtos importados como vinhos, alimentos, molhos de tomate, azeite, além de artigos de utilidades domésticas e porcelanas, para suprir um estoque regulador, que permita abastecer as lojas de acordo com a performance de cada uma, evitando enviar os lotes de uma única vez para toda a rede, o que muitas vezes gerava um estoque parado no ponto de venda.

Antes, quando um contêiner chegava, o conteúdo era dividido e distribuído de uma só vez para as 77 lojas e se esperava que cada unidade consumisse todo o carregamento designado a ela. Também havia o risco de formar um estoque maior do que o necessário no armazém, ou haver rupturas no abastecimento, pois se determinado produto esgotasse numa loja, para repor era necessário aguardar a chegada de um novo contêiner.  A transferência entre lojas também não era uma opção viável.

A diferença com o novo CD é que a distribuição do lote de produtos importados é feita loja a loja, de acordo com a necessidade de cada uma, e a resposta para uma correção no abastecimento é imediata, pois os produtos estão disponíveis no buffer, ou seja, não ficam estocados no armazém e possuem prazo da saída

Deixe uma resposta