Números do Setor Para 2014 as previsões são revistas conforme alta dos juros

Analistas de mercado consolidam previsões para este ano e já começam a projetar possíveis impactos do aperto monetário em 2014 com a expectativa de continuidade no processo de alta de juros para dois dígitos. Segundo o boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (28/10), a inflação deve encerrar o próximo ano em 5,92%, número inferior ao previsto até então pelo mercado – há um mês, a expectativa era de um IPCA de 5,97%.

O PIB 2014 também diminui

Para os economistas, o nível de inflação mais baixo se dará também em meio a um crescimento mais fraco. O PIB deve avançar 2,13% em 2014 e não mais 2,20% como previsto no relatório da semana anterior. Ainda no cenário para o próximo ano, os analistas enxergam novas alterações na taxa básica de juros, que deve chegar a 10,25%.

Taxa Selic de 10%

O Banco Central iniciou o ciclo de aperto nos juros em abril para tentar conter pressões inflacionárias registradas no início do ano. Depois de cinco elevações seguidas, a Selic passou de 7,25% para 9,5%.

O mercado mantém a aposta de uma nova alta de 0,5 ponto percentual na última reunião do Copom, no final de novembro. O ajuste seria suficiente para manter a inflação em 5,82% neste ano, nível que vem sendo mantido desde o final de agosto.

faixa_face-1

Deixe uma resposta