Alimentação fora do lar Repetindo a década de 2000 restaurantes paulistanos abrem filiais no Rio

Depois de sediar a Jornada Mundial da Juventude, o Rio entra em contagem regressiva para a Copa do Mundo (2014) e para a Olimpíada (2016). Esta serie de eventos começa a atrair para a cidade algumas casas gastronômicas paulistanas. No mês de agosto, duas casas gastronômicas se fixaram definitivamente no Rio de Janeiro: o bistrô Paris 6 e o japonês Naga, os dois se instalaram na Barra da Tijuca. Outra especialista em gastronomia que já migrou para a cidade, foi a casa de carnes Pobre Juan que inaugurou entre janeiro e abril duas filiais na Barra e em São Conrado.

Contando com quase 8 milhões de pessoas que fazem da ponte aérea Rio-São Paulo, a terceira mais movimentada do mundo, é certo que só o público oriundo da capital paulista já garante o sucesso destes empreendimentos.

Até inicio de 2014 vamos assistir a instalação do Bagatelle, o P.J. Clarke´s (ambos franquias internacionais já instaladas na capital paulista) e o Rubaiyat. Para Gui Chueire, sócio do Bagatelle, se instalar na capital carioca estava intrínseco no plano de expansão da rede.

A partir de 2002, diversas casas paulistas inauguraram filiais no Rio de Janeiro, todas com muito sucesso. Com os novos eventos a vista a cidade carioca é aposta certa para quem quer expandir.

Casas como a pizzaria Bráz, a rede Fasano, o bufê Ráscal e a Forneria San Paolo (no Rio, São Sebastião) já fazem 10 anos de sucessos  no Rio de Janeiro. Algumas vezes as casas fazem mudanças no cardápio para agradar aos públicos das duas cidades, os preços pouco variam.

Segundo a pesquisa realizada Pelo Portal Alimentação Fora do Lar, entre as 16 casas que atuam nas duas cidades, 12 casas praticam preços idênticos nas duas praças. O custo da mão de obra paulistana 15% mais elevada, é compensado pelo custo de instalação na zona sul do Rio somado ao custo do frete de ingredientes oriundos da capital paulista.

Três casas (San Paolo, Gero, Forneria e Garcia & Rodrigues) têm preços distintos em pratos iguais. São variações pequenas, mas que chegam a R$ 16,60 – caso da canela de vitela do Garcia & Rodrigues: R$ 59,40 no Rio e R$ 76 em São

Deixe uma resposta