Diversos Tendências em negócios para 2016. Escola de inovação revela quais mudanças devem...

Nos próximos anos, o comportamento humano e a sociedade serão drasticamente transformados por algumas tendências. E se o fim da propriedade sobre as coisas, por exemplo, estiver entre os fatores? Pois é o que sugere uma pesquisa realizada pela Hyper Island, escola de inovação que há mais de 20 anos mapeia essas mudanças.

A segunda edição do estudo ‘Changes of Tomorrow’, recém-lançado pela entidade, indica os novos cenários para diversos campos, inclusive o de negócios. “A metodologia envolveu entrevistas com 100 líderes de mercado, que desenharam o panorama para os próximos três anos”, explicou em nota Alexandra Jerselius, diretora global de PR & Communications da Hyper Island.

Segundo o estudo, cinco tendências principais deverão impactar os negócios das empresas. Confira quais são elas a seguir.

1) Fim da propriedade sobre as coisas

A atual geração de executivos irá testemunhar o fim da ideia de “propriedade sobre as coisas”. As plataformas inovadoras vão possibilitar às pessoas e empresas dividir ativos, recursos, tempo e habilidades de maneira mais inteligente e com custos menores. Alguns modelos disruptivos de negócios nesse sentido já são conhecidos, como Airbnb, mas existem outros que ganharão espaço, como BlaBlaCar (transporte em viagens), e Upwork e TaskRabbit (plataformas de trabalho e emprego flexíveis).

2) Cultura corporativa da agilidade

De acordo com o ‘Changes of Tomorrow’, outra tendência em negócios é a cultura corporativa da agilidade. Ao invés de ter setores grandes, as empresas terão um método mais aberto, flexível e transparente, em que equipes menores de cinco a oito pessoas trabalharão de maneira integrada com outros times, uma estratégia que evita o formato de departamentos em que um setor esconde as coisas do outro.

3) Integração da vida pessoal e vida no trabalho

Será que as duas coisas estão necessariamente separadas? Também se tornará mainstream no campo de negócios a reflexão sobre o balanço entre estar em casa ou estar no trabalho.

4) Colaboração constante

Outras tendências que impactarão a cultura das corporações são a colaboração constante, em que empresas se tornarão parceiras até de concorrentes e derrubarão barreiras entre produtos e negócios.

5) Liderança digital

A chamada e-leadership (liderança digital), ou seja, a cultura de líderes que não precisam ser especialistas em ferramentas digitais, mas que entendam os benefícios destas.

faixa_face-1

 

Deixe uma resposta